Humor, novidades e besteiras do cotidiano

quinta-feira, 3 de março de 2011

RFID

Resolvi publicar esse post algumas horas antes da meia-noite (como eu tenho feito normalmente), devido a minha ansiedade para compartilhar com o mundo. Ou seja, esse post vale como o do dia 04 de março, ok? dia 05 tem mais!!!

Como prometido, vos escrevo a reportagem sobre a tecnologia RFID (Radio-Frequency IDentification) que vem pro Brasil pra ficar. Mas antes vamos esclarecer algumas coisas...

Hoje, várias lojas e empresas estão pagando mais impostos, por conta da nota fiscal paulista, que veio para ajudar com o fim da sonegação. Apesar do cliente poder ou não pedir, para ganhar desconto grande parte vêm pedindo e com isso, a loja é forçada a declarar a venda.

Eu explico isso, pra que você tente entender as motivações que o governo tem em implentar a tecnologia RFID, a qual explicarei melhor logo abaixo...

O que é o RFID?



Está vendo a bolinha preta na imagem? Bom, eis um microchip. e tá vendo essas linhas metálicas em volta dele? Bom, isso é a antena.

Placas metálicas que funcionam como transmissores, alimentam a antena eletrizando o chip e assim, obtendo informações do mesmo. Funciona como um código de barras, só que com muito mais informações, legibilidade e legitimidade.

Essa leitura também fornece informações como por exemplo, a distância entre o chip e o transmissor, permitindo até que se saiba a velocidade atual do chip.

Aonde essa tecnologia é utilizada?

Em objetos em geral, desde uma garrafa de vinho, até o vidro do seu carro. Como o chip ainda custa 40 centavos de real, é improvável que seja usado em objetos cujo valor agregado é baixo, como em uma latinha de refrigerante. Mas existem estudos para baratear ainda mais a tecnologia e torná-la utilizável em tudo.

Eis um exemplo (triste) de como a tecnologia pode ser utilizada:


Ao invés de câmeras como radares, que podem ou não pegar sua velocidade, placa, etc. As antenas de RFID certamente têm todas essas informações do seu carro, em um raio de alguns metros, bem mais preciso do que uma câmera.

Aonde se encaixa no Brasil?

Bom, praticamente em tudo. O ministério da fazenda aprovou um monte de leis envolvendo o RFID, a começar pela colocação em carros. Desde o início desse ano, todos os carros saem de fábrica com RFID no vidro e, no futuro, assim como a vistoria veicular, será obrigatório colocar o chip no carro.

Além disso, todos os objetos a partir de um certo valor, em um supermercado ou loja de móveis, vai ter RFID embutido nos itens de venda. Isso permite um controle maior do que está sendo vendido, quando, por quem e para quem.

Ok, mas e as vantagens dessa bagaça?

Bom, com o aumento da colaboração de impostos, espera-se que o governo faça um trabalho melhor (infelizmente, sabemos que no Brasil a coisa não funciona desse jeito).

Também espera-se que o valor de seguros sobre carros e outros bens de grande valor caia, por conta da rastreabilidade ser mais eficiente graças ao chip. Furtar algum item de loja também será dificultado com a existência do RFID embutido em cada item.

Ainda, inventário, passagem das compras no caixa e outras coisas que demoram por ter que checar item a item, vão ficar mais rápidos, uma vez que não precisa passar o leitor de código de barras. A leitura é feita automaticamente.

E finalmente, os eletrodomésticos que vêm por aí, estão integrados com a tecnologia RFID. Isso quer dizer que sua geladeira vai ter um inventário do que tem dentro dela, podendo te gerar uma lista de compras. Sua máquina de lavar vai saber se as roupas que estão lá dentro podem mesmo ser misturadas (brancas e coloridas). Enfim, uma gama de possibilidades positivas.

Eu sei que tá cheio de coisas negativas em volta dessa tecnologia, principalmente no aspecto privacidade. Mas ela virá, e nós vamos ter que nos reeducar de novo. Por que então não tentar olhar por uma perspectiva positiva?

Enfim, era isso. Espero que tenham gostado dessa reportagem, que eu dediquei um bom tempo pra fazer. Pra fechar o post, um vídeo que mostra a tenologia em um aspecto provocante...


E pra quem não entendeu o vídeo, eu explico. O cara não roubou nada. Ele passou pelo portal que já cobrou e recebeu pelas compras que o cara pegou. A tecnologia RFID embutida permite isso. Ou seja: fila de supermercado nunca mais!!! Hehehe...

12 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom.

Onde encontramos para comprar no Brasil a 40 centavos?

Fabio Tabah disse...

Heheheh! Sinceramente, nem idéia, mas eu ouvi isso da minha professora que trabalha com isso... Talvez ela consiga te ajudar, a empresa dela chama VIP-SYSTEMS INFORMÁTICA ( http://www.vip-systems.com.br/ ), acho que vale tentar...

Abs! E boa sorte!

RNOMINATO disse...

rs....é o famoso cabeça de bacalhau sabe que existe, mas ninguem nunca viu.

Abs.

Congresso Brasileiro de RFID disse...

Fabio,

Gostei do seu jeito de explicar sobre RFID e, por isso, gostaria de lhe apresentar nossa iniciativa voltada a blogueiros e tuiteiros: http://rfidinternetdascoisas.com/blogueiros_tuiteiros/

Espero que você participe dessa ação e seja o vencedor que terá direito a inscrição e hospedagem de graça para participar do Congresso Brasileiro de RFID. Participe!

Fabio Tabah disse...

Congresso Brasileiro de RFID, me sinto incrivelmente lisonjeado pelo convite, não esperava esse tipo de repercussão por um post que escrevi por puro prazer.

Agradeço o convite e torço para que essa iniciativa se fortaleça!

Pra frente Brasil!!!

FR Promotora disse...

Trabalhe em casa ou em qualquer lugar do Brasil e obtenha ganhos semanais superiores a R$ 150,00 e ganhos mensais superiores a R$ 1.500,00. Saiba mais através do site:
http://www.frpromotora.com/luishenrique89350

Anônimo disse...

Reeduca o ca***** vo eh arranca esse chip e enfia no c* d qm inventou.

Anônimo disse...

medo, desse troço

Marie Brune disse...

Agora parou a palhaçada!!
Ganhe dinheiro fazendo pesquisas!
Receba R$10 de cara, só por se inscrever!
http://www.wibi.com.br/cadastro/?amigo=100194

Anônimo disse...

Nao existe vantagem para o cidadao comum...eh uma ferramente para aumentar a areecadacao de impostos, somos um pais atrasados porém muito avancado para arrecadar impostos...

em outras palavras...o q compramos tera q subir de preço...pq nao sera mais possivel sonegar alguns produtos...se liguem povo...nao atrase seu IPVA...seu IR...la casa caiu...

mallconz disse...

Ha ha. Mais uma marca da besta... é o capeta melhorando a tecnologia...

Anônimo disse...

Definitivamente é o que está escrito no Apocalipse... Só não vê quem não quer.. Pelo lado da tecnologia e das facilidades há muita utilidade. Porém quando chegar a hora da obrigatoriedade do implante em cada humano eu quero ver! Irão alegar segurança, comodidade, facilidade e prioridade em atendimentos e outras coisas. A psicologia moderna está sendo tão bem utilizada (para lavagem cerebral)que quase ninguém pensará duas vezes e aceitará a inserção do "apetrecho" do mal e do fim da privacidade (embora ela quase já não exista mais. O mais interessante de tudo, é que tudo isso, todos os processos mais rápidos, corte de custos, necessidade de aperfeiçoamento pessoal, cursos e mais cursos, em nada melhora a real situação das pessoas. Continuam todos ganhando a mesma coisa. As filas continuam do mesmo tamanho. Os custos finais ao consumidor aumentam e diminuem e estamos morrendo cada vez mais jovens em virtude dessa vida moderna que deveria trazer benefícios. Sinceramente, no fim das contas, colocando no papel, eu era feliz quando criava meus próprios brinquedos. Hoje vejo a vida passar tão veloz como um produto passa numa linha de produção com RFID. Qual a graça disso? Pense como ser humano e não como alguém sedento e babando por lucros (não prolonga a vida). Se pudéssemos ver os campos magnéticos que geramos e o quanto nos afetam, talvez pensaríamos de outra forma. Doesn't matter, vão achar que sou retardado mesmo.